Siga-nos

Olá, o que você procura?

Tech

Governo dos EUA é processado pela Xiaomi, após atitude de Trump

Após perseguição de Donald Trump, Xiaomi entra na lista de “empresas militares comunistas chinesas”

Neste domingo (31/01) a Xiaomi entrou com um processo contra o governo dos Estados Unidos, após ser colada na lista de “empresas militares comunistas chinesas” pelo antigo presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

O processo foi aberto na corte do Distrito de Colúmbia, em seu comunicado a Xiaomi explica que foi prejudicada por entrar na lista. A Xiaomi nega com todas suas forças o que Donald Trump afirmou, que a empresa seria militar comunista chinesa.

A ação da Xiaomi teve início após a confirmação do Departamento de Defesa, anunciar a inclusão da gigante chinesa na lista de “empresas militares comunistas” no dia 14/01.

Outras empresas chinesas também entraram na lista, que operam direta ou indiretamente nos Estados Unidos de acordo com a exigência estatutária da seção 1237 da Lei de Autorização de Defesa Nacional, ano fiscal de 1999.

Comentários
Anúncio

Tendência

Você poderá gostar

Facebook

Descubra se o Facebook está offline

Tech

Não consegue enviar e nem receber mensagens? Descubra se o sistema está offline

Tech

Novo recurso para proteger a conta do Instagram é adicionado na plataforma

Smartphones

Xiaomi prepara fase de teste para o seu novo sistema o MIUI 12.5